Por Vinicius  Teixeira, CM

Neste sábado, a Assembleia Geral se debruçou sobre o tema da Nova Evangelização, considerando três experiências concretas:

  •  A Escola da Fé, desenvolvida pelos Coirmãos da Província do Oriente, no Líbano, como uma qualificada catequese de iniciação à fé e consolidação da vida cristã, com a duração de três anos.
  •  A missão compartilhada, na perspectiva desenvolvida pelos Missionários Leigos Vicentinos (MISEVI) da Espanha, atuantes em três países: Angola, Bolívia e Honduras, com o apoio permanente dos Coirmãos na formação de seus membros e no acompanhamento de suas iniciativas.
  •  A presença da Congregação na Organização das Nações Unidas (ONU), como porta-voz das esperanças e apelos dos pobres, segundo as diferentes situações e realidades propostas à análise e à atuação das instituições que compõem a ONU, nos campos da justiça social, da paz mundial e da integridade da criação.

No mesmo dia, a Assembleia pode conhecer o primeiro esboço do substancioso Documento Final, cuidadosamente elaborado pela Comissão de Síntese. Alicerçado no tema da AG 2016: 400 anos de fidelidade ao nosso carisma e a Nova Evangelização, o Documento está dividido em quatro partes, todas passíveis de adequações e aprimoramentos. A primeira parte discorre sobre o contexto sócio-cultural e o estado atual da Congregação. A segunda propõe três critérios de reflexão e discernimento: Jesus Cristo, os pobres e o carisma vicentino. A terceira parte propõe ações concretas para a revitalização interna da Congregação. E a quarta se volta para a projeção missionária de nosso carisma para além de nossas fronteiras institucionais. A partir deste texto, serão tecidas as reflexões da semana que está para começar, a fim de que a AG 2016 possa oferecer à Congregação pistas de ação que se mostrem relevantes e encorajadoras para nosso esforço pessoal e comunitário de fidelidade criativa à nossa vocação missionária.

Os trabalhos deste dia foram concluídos com a Santa Missa, presidida pelo Arcebispo de Chicago. Amanhã, domingo, teremos tão somente uma celebração eucarística em comunhão com representantes dos ramos da Família Vicentina presentes nesta região dos EUA.